Novo programa de Fátima Bernardes começa a ganhar forma na Globo

https://i2.wp.com/natelinha.uol.com.br/img/pag/315x265/img20120106022758.jpg
Com previsão de estreia para este ano, o novo programa de Fátima Bernardes está começando a ganhar forma nos bastidores da Globo.
Algumas informações relativas ao conteúdo começaram a ser confirmadas. O jornalismo, por exemplo, será o foco da atração como já se esperava. Entretanto, haverá espaço para outros tipos de matérias e colunas. A atriz Ingrid Guimarães, por exemplo, é cotada para ter uma coluna fixa assim como Dra. Carmita, do “Amor & Sexo”.
Guel Arraes, do “Esquenta”, deverá ser o diretor de núcleo. A redação ficará por conta de Cláudio Manoel, do “Casseta & Planeta”.
Com informações da coluna Canal 1

Juliana Paes e Juliana Alves renovaram contrato com a Globo

Uma das grandes estrelas atuais da emissora, Juliana Paes renovou contrato com a Globo. A informação é da coluna Canal 1, assinada pelo jornalista Flávio  Ricco.

A atriz renovou seu vínculo com a emissora carioca em dezembro. Assim como ela, Juliana Alves também renovou com a Globo na mesma data, inclusive.

Juliana Paes estrelará o remake de “Gabriela”, escrito por Walcyr Carrasco, ainda sem data definida para ir ao ar. Juliana Alves ainda não tem previsão de volta ao ar

Record coloca esportistas para “vender” o Pan 2011 em novela

Oscar Schmidt, Magic Paula, Robson Caetano, Fernando Scherer e a atriz Luciana Braga em gravação de Vidas em Jogo (5/9/2011)

Parte do time de comentaristas da Record para os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara– que conta com Fernando Scherer, Luisa Parente, Magic Paula, Oscar Schmidt, Robson Caetano, Virna Dias, Rogério Sampaio e Duda Yankovich, e foi engrossado pela participação do ex-jogador de vôlei, Maurício Lima – já está divulgando o evento, que acontece entre os dias 14 e 30 de outubro no México.

Robson Caetano, Magic Paula, Oscar Schmidt e Fernando Scherer participaram nesta segunda (5) de uma gravação da novela Vida em Jogo, em um clube no Recreio dos Bandeirantes, zona oeste do Rio de Janeiro. À exceção de Robson Caetano, todos os outros brincaram sobre a dificuldade com as câmeras. “Eu já fazia isso, fiz Artes Cênicas. Fico muito feliz de poder contribuir, falar do Pan em uma novela com boa audiência, e ao lado de amigos, que vão estar lá comigo”, afirmou o atleta.

Para ele, o atletismo chega à Guadalajara bem cotado. “Temos chances de fazer bonito. O Brasil se comportou muito bem nos mundiais, e o Pan Americano é quase um encerramento do ano”, afirmou. Robson destacou ainda a tecnologia da emissora nas transmissões. “A Record está dando um grande passo, porque tudo será em HD. Estamos fazendo um trabalho para levar a emoção na íntegra ao público. Vamos produzir o máximo de informação e tentar simplificar para o público o que é o esporte”, finalizou.

Já Magic Paula, fez sua estreia em novelas, gostou da experiência. “É engraçado, porque não é muito a minha praia. É a primeira vez que eu participo de uma novela.Todos nós temos procurado ser o mais natural possível. É a oportunidade de estarmos divulgando a competição em uma novela, que é vista por muita gente”, lembrou. Ela também acredita muito no basquete brasileiro. “Temos chances de medalha. A gente tem que ir para uma revanche porque, em 2007, aqui no Brasil, perdemos a final para os Estados Unidos”, completou. Depois de comentar por três edições os jogos, ela vai para Guadalajara com uma missão. “Não é fácil comentar, porque eu já estive ali. O jogo envolve um aspecto emocional, é diferente de quem está ali sentado, vendo as coisas com mais calma e com mais tranquilidade. A nossa experiência nos permite nos colocar no lugar dos atletas naquele momento” disse.

Oscar Schmidt diz que espera muita luta das equipes brasileiras na competição. “É a parte mais importante de estarmos aqui, poder entrar em uma novela que está tendo uma boa audiência. É ótimo para a divulgação do Pan-Americano”, lembrou. E enumerou o que de melhor aconteceu nesta segunda –feira. “Foi ótimo, principalmente ter conhecido artistas incríveis. Não costumo ver novela e estou vendo interpretações incríveis”, completou.

Mas, quem ganhou o dia – apesar do nervosismo – foi Fernando Scherer, o Xuxa. Além de participar da novela e reforçar a marca do Pan, ele pôde fazer uma homenagem a um velho amigo – o ex-nadador Romulo Arantes, morto em um acidente aéreo em 2000. A homenagem – ainda mantida em segredo – aconteceu em uma cena, ao lado do filho do ex-atleta e ator, Romulo Arantes Neto. Além de comentar os jogos, Scherer também vai gravar quadros para o seu quadro, “Gigantes da Água”, que também deve ser gravado durante os jogos. “Comentei o Pan Americano de 2007 para a Record, mas não era contratado da emissora. Hoje é diferente. É muito mais responsabilidade, tem um lado profissional envolvido. Mas, estou treinado, e natação é uma coisa sobre a qual eu sei falar, entendo. Espero agradar o público em casa, porque o Brasil vai vir brigando por muitas medalhas”.

Com informações do Portal UOL

Caio Ribeiro e Jô Soares criticam Dunga e ‘cabeçudo’ Felipe Melo em entrevista


O ex-jogador Caio Ribeiro foi a principal atração do Programa do Jô na noite desta segunda-feira. E, apesar do seu estilo de críticas moderadas, o comentarista da Globo se empolgou na hora de lembrar a passagem do técnico Dunga pela seleção brasileira. Sobrou até para Felipe Melo, chamado de “cabeçudo” por Caio e Jô Soares em tom descontraído.

“Eu tenho uma teoria: acho que é mais fácil você pedir para um craque marcar e correr um pouquinho mais do que pedir para um cabeçudo dar um drible, porque ele não tem condições para isso”, disse Caio, quando o tema principal da entrevista era o volante, principal aposta de Dunga na Copa do Mundo de 2010.

Jô então aproveitou para fazer uma de suas tiradas. “É, ele é cabeçudo sem cabeça”, brincou o entrevistador. Ele ainda disse que conversava com italianos à época das convocações de Dunga e nem eles entendiam a aposta em Felipe Melo, então jogador da Fiorentina.

Antes na entrevista, Caio já havia exaltado a diferença entre Dunga e Luxemburgo. “Quando você pega um Vanderlei Luxemburgo, que tem uma história, um dos maiores vencedores do Campeonato Brasileiro, com passagem pela seleção brasileira – que não foi tão vitoriosa, mas muito em função desse pouco tempo que ele teve -, e depois você vai para um Dunga, você está mudando radicalmente o cenário”, comentou Caio. “Um com técnico, outro sem”, brincou novamente Jô.

Para a atual seleção de Mano Menezes, Caio, entretanto, guardou críticas bem mais moderadas. Aproveitando para pedir mais chances para Lucas, do São Paulo, e Hernanes, atualmente na Lazio, o comentarista exaltou a boa fase do centroavante Leandro Damião, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre Gana, em amistoso disputado nesta segunda.

“Precisa de um homem para pôr a bola para dentro, e nós não tínhamos esse jogador”, lembrou Caio. “Faltou um pouquinho um jogador com essa característica na Copa América”, completou ele, também reforçando a importância da volta de Ronaldinho Gaúcho. “Acho que a seleção precisa muito de protagonistas, de jogadores como ele”, disse.

Com informações do Portal UOL